Entenda as diferenças entre métricas sociais e métricas de negócio e o que elas representam

analytics-3291738_1920Produzir uma ação de marketing sem medir os resultados é um caminho para o fracasso. É fundamental entender o retorno que a empresa recebe em cada investimento e analisar se a estratégia funcionou para determinado objetivo.

Nas redes sociais, podemos medir o resultado através de métricas que indiquem não só o retorno em engajamento, como também em retorno real em negócios gerados. São as chamadas métricas sociais e métricas de negócio.

Não há uma fórmula mágica para atingir o sucesso por meio do Marketing Digital. Porém, temos à nossa disposição diferentes ferramentas que auxiliam na utilização dos recursos da melhor forma. As métricas oferecem segurança, visão estratégica e permite a comparação tanto com a concorrência quanto com outras ações da empresa.

O que as métricas representam?

Podemos definir as métricas como o primeiro passo para que a empresa elabore os seus planos e ações de estratégias.

Com esses dados, somos capazes de estudar cada etapa do projeto de formas segura. Os mesmos nos permitem mensurar, monitorar e comparar o trabalho de forma prática, compreensível e direta.

Saber usá-las é crucial para o sucesso da campanha. Além disso, ao contrário do que muitos pensam, as metas não devem ser avaliadas apenas no início e fim da iniciativa. Durante todas as fases elas precisam ser examinadas.

São muitas as funções das métricas no Marketing Digital. Entre elas, vale destacar:

  • Apontamento dos pontos assertivos e negativos da campanha;
  • Assistência para a tomada de decisões;
  • Auxílio para o aprimoramento de estratégias;
  • Diminuição do grau de incerteza para os próximos passos da campanha;
  • Garantia de retorno de forma mais objetiva;
  • Mensuração da performance da campanha e do envolvimento do público.

 

Métricas sociais x métricas de negócio

Os fatores que podem ser avaliados por meio das métricas são diversos. Para estabelecer a melhor ou as melhores entre elas para o seu negócio, é necessário entender o objetivo da sua ação.

Sem um objetivo definido, você não saberá se a campanha estará no caminho certo, nem se as estratégias foram eficientes. Com isso, o risco de investir nas ferramentas erradas é muito grande.

Para traçar o seu objetivo, conheça, primeiramente, a diferença entre cada métrica:

Métricas sociais

As métricas sociais se relacionam com os objetivos da marca nas redes sociais. Cada empresa tem a sua motivação para desenvolver conteúdos nesses meios e, de acordo com cada uma delas, diferentes metas serão analisadas.

Os principais dados observados nas métricas sociais são:

  • Alcance:é uma métrica mais visível em redes sociais como Facebook e Instagram, porém, outras como Twitter e LinkedIn também possuem esse dado. Consideramos essa como uma meta base, pois conseguimos checar quantas pessoas estão recebendo o conteúdo.
  • Engajamento:podemos ler essa métrica, basicamente, como: quem comenta, curte, compartilha ou clica na postagem. Esse número sempre será menor do que o de visualizações do conteúdo. É uma informação bastante importante para o aprimoramento das estratégias de marketing. Se a tendência do engajamento estiver em crescimento, você notará que o investimento está sendo assertivo. Do contrário, precisará analisar o porquê o que foi postado na semana anterior teve maior aceitação pelo público.
  • Seguidores:costumamos nos referir aos seguidores das redes sociais como sendo metas de vaidade. Isso porque esse dado não é a base de nosso trabalho, mas sim uma métrica paralela. Não deve ser o nosso foco, porém agrada a maioria dos clientes e também, muitas vezes, é um fator que atrai o público para a página. Porém, lembre-se de que ter seguidores não significa que a pessoa verá o seu conteúdo.

Devemos perceber que uma métrica depende da outra, e todas devem ser positivas para que o trabalho alcance o sucesso. Por exemplo, o alcance deve estar sempre aumentando. Sem ele, não há engajamento. E, sem essa última métrica, é difícil alcançar novos seguidores.

No fim de cada campanha, você precisa gerar um relatório para a empresa. Nele, as métricas serão comparadas a um período anterior da marca nas redes sociais, e mostrarão os acertos e erros da sua ação.

Levando em conta o atual cenário das redes sociais, impulsionar as publicações é importante para que o seu conteúdo tenha relevância.

Métricas de negócio

Para elaborar qualquer projeto de rede social, você precisa ter em mente o motivo pelo qual a empresa está investindo nisso.

Em alguns casos, o primeiro a ser informado é o de apenas fazer com que a empresa seja conhecida. Mas esse nunca é único intuito por trás da ação. A firma pode desejar, por exemplo, aumentar as vendas com o reconhecimento das redes sociais.

A principal métrica de negócio é venda. De certa forma, ela entra em conflito com o que a rede social tem de melhor. As redes funcionam para o relacionamento. Só após o sucesso do mesmo é que a venda pode ser realizada.

Alguns outros exemplos de métricas de negócio: pedidos de orçamento, upsell, redução de churn, recorrência de compra, ticket médio e volume de vendas.

Independentemente de a venda ser online ou física, o ponto de partida está na métrica de negócio: Qual é o meu objetivo de negócio? Ou seja, qual número vamos perseguir?

Como exemplo, podemos imaginar um modelo de ecommerce que tem taxa de conversão de 1%. Nesse caso de 1000 acessos (métrica social), 10 comprarão algum produto (métrica de negócio). Para gerar os 1000 acessos, foi necessário um post no Facebook que teve mais de 20 mil de alcance e 400 pessoas engajando (métricas sociais).

Se você tem seu objetivo de vendas bem definido, conseguirá estabelecer o seu objetivo social. Nesse caso, o pensamento seria: Qual o caminho para atrair 1000 pessoas no meu site?

O negócio tem a ver com fatores que vão além da divulgação, como preço, retorno sobre o investimento, produto, entre outros. Ao gerenciar a estratégia digital, não temos controle de todos ele, como do produto, por exemplo.

 

Indicadores são um caminho para o sucesso

É necessário reconhecer os momentos em que a meta de negócio não poderá ser atingida.

Ainda no exemplo do ecommerce, é normal ter dificuldade de obter vendas no começo do negócio. Entretanto, outras métricas pode indicar que o resultado virá, tais como a geração de Leads, engajamento em páginas de produto e cupons distribuídos.

Acompanhe as outras etapas de negócio e tenha em mente questões como: “até que ponto conseguirei entregar essa meta de negócio?”, “consigo visualizar as métricas que levam até à venda?”.

Para a campanha tenha sucesso, é preciso inserir as metas como parte da estrutura do marketing. Com esse posicionamento, a empresa conseguirá elaborar ações baseadas em dados quantitativos, ter rapidez para tomar decisões nos desafios e usar a verba da forma mais assertiva possível.

Fonte: Resultados Digitais

 

.