O fim da Automação no Instagram

instablogPor mais extremo que o título pareça, a automação do Instagram como você conhecia até então, simplesmente será encerrada pelo Facebook. Teoricamente, já foi encerrada, inclusive com o anúncio feito por eles no dia 4 de Abril.

Com o objetivo de aprimorar a privacidade e segurança dos usuários, nós estamos acelerando a “inutilização”(depreciação) da API do Instagram, fazendo com que as mudanças a seguir passem a ser ativas imediatamente.
Nós entendemos que isto pode afetar o seu negócio ou serviço, e nós agradecemos o apoio no processo de manter nossa plataforma segura.
Estes recursos serão desabilitados imediatamente (anteriormente estavam agendados para o dia 31 de Julho de 2018 ou 11 de Dezembro).
O restante será desabilitado de acordo com a timeline que compartilhamos anteriormente.

Para entender o cenário, é necessário entender um pouquinho de programação.

O que é uma API e porque isso importa?

Uma API (Interface de Programação de Aplicações) é um conjunto de recursos que permite a integração entre sistemas/aplicativos. As APIs padronizam e facilitam o processo de integração de dados.

No contexto em que estamos, vamos considerar duas APIs do Facebook, uma do Instagram e outra do próprio Facebook.

As APIs possibilitam o desenvolvimento de aplicativos que vão usar a estrutura do Facebook para fornecer maneiras mais eficientes de utilizar a plataforma.

Alguns exemplos específicos para Instagram:

– Ferramentas de automação para Instagram
– Ferramentas para Análise e geração de relatórios
– Ferramentas para avaliar fotos
– Ferramentas que te avisam quando alguém posta, segue ou deixa de seguir

Como você pode ver, as APIs tem um papel fundamental para um profissional de Marketing Digital.

O que mudou agora?

Temos dois casos, o do Facebook e o do Instagram.
Vamos começar pelo Instagram, porque é o que provavelmente vai impactar a maior quantidade de negócios neste primeiro momento.

Quais recursos serão retirados da API do Instagram?

O Facebook disse “nós estamos acelerando a “inutilização”(depreciação) da API do Instagram”. Mas quais recursos efetivamente vão deixar de existir?

– Seguir, (des)seguir
– Comentar automaticamente
– Dar likes e (des)likes automáticos
– Seguir a lista de pessoas específicas
– Seguir a lista de quem segue uma pessoa específica
– Postar e deletar comentários em conteúdo público (em nome de um usuário)
– Postar e deletar comentários em seu próprio conteúdo (em nome de um usuário)
– Ler as informações deu um perfil público e também adquirir suas imagens (em nome de – um usuário)
– Habilidade de receber notificações quando alguém posta

De acordo com o Facebook, todas essas mudanças já estão ativas.

O único recurso da API atual, que será mantido até o início de 2020, é a possibilidade de ler as informações do perfil de um usuário (seu usuário) e suas publicações.

Mas o que isso significa de verdade?

Significa que as ferramentas de automação não podem mais utilizar os recursos listados acima em seu nome. Isso deve impactar a maioria das ferramentas.

Ainda será possível trabalhar com automação, mas não utilizando a API oficial do Facebook.
Neste caso, como não é algo aprovado pelo próprio Facebook, eu recomendo fortemente que você espere um tempo até verificar como toda essa questão se resolverá.

A recomendação imediata e mais segura é pausar as automações que utilizam a API do Facebook.

É bom lembrar que, teoricamente, todas as ferramentas deveriam usar a API oficial do Facebook, mas sabemos que algumas ferramentas utilizam outros métodos para automatizarem os processos. Portanto, procure a sua ferramenta de automação e informe-se com eles.

Você pode clicar aqui para ler toda a política de privacidade.

Fonte: Estêvão Soares

.